sábado, 15 de dezembro de 2012

Amor de Infância Cap. 44



Demi: Esse Joe é um gatinho
Você: Você achou? 
Demi: Bem.. Ok, quem eu quero enganar, ele é muito lindo -ri-
Você: É.. Ele é bonit... -paralisada-
Demi: O que foi?

Você: Demi, aquele é o...

Você:... o papai?
Demi: SeuNome se distrai por favor, para de pensar no papai pelo menos essa noite. Amanhã é outro dia, amanhã nós procuramos melhor.
Você: É... pode ser -disse lerda-
Demi: Mas olha ai... aquele grupinho de meninos. Lindos.
Você: Realmente. São lindos.
Demi: Uh, vou contar pro Justin.
Você: Eu não fiz nada demais.
Demi: Vou ir lá rapidinho.
Você: Demi.
Demi: O quê?
Você: Você vai lá?
Demi: Vou né.
Você: Vai chegar lá do nada? Intrusa.
Demi: Não, eles vão me notar. Espera ai.
Você: Ta -ri fraco- Louca -sussurrei-

Observei Demi indo até o grupinho de meninos que sorriam lindamente. Ela chegou atrás de um menino do grupo e ela se jogou contra ele como se fosse um esbarro. Ri daquilo. Ela começou a conversar com eles. Nossa! Demi é rápida, muito rápida. Virei meu rosto ainda rindo e vi aquele homem que eu acho parecido com as fotos do meu pai, ele me lembra muito ele. Demi tem razão, tenho que parar de pensar nele um pouco. Vi Justin e Joe vindo em minha direção rindo. Justin ficou ao lado e abraçou minha cintura de lado.


Justin: Cadê a Demi? Ela não tava aqui com você?
Você: Pois é, estava.
Justin: Ata.
Você: É. Joe.
Joe: Oi?
Você: Quem é aquele homem que está junto com o seu pai?
Joe: Ah, é um amigo.. O nome dele é Nicholas Green, também é um grande empresário aqui em Paris.

Assim que ele falou Nicholas eu tive certeza de que era meu pai, logo depois disso já não prestei atenção em mais nada em que ele falou, somente pensava em como conversar com ele. Percebi que ele estava se separando do pai de Joe, então era a minha chance

Você: Ah sim -lerda-
Justin: Esta tudo bem amor? 
Você: Sim. Ér.. eu já volto -indo em direção á Nicholas-

Você: Hey, você é o Nicholas Green?
Nick: Sim, sim
Você: Ah.. Sou uma grande fã sua
Nick: Fã?
Você: Ér.. Na verdade, fã não seria a palavra certa -ri de leve- Você é como se fosse um modelo pra mim.
Nick: Modelo? -ri- Estou realmente tão famoso assim?
Você: -ri envergonhada- Não.. É que tipo você é um grande empresário aqui em Paris, dono de lojas, escolas, postos de gasolinas e tudo.. 
Nick: Realmente você é uma grande fã -ri- Mas onde quer chegar com tudo isso
Você: Onde eu quero chegar? -pensativa- Eu também não sei -ri-
Nick: -ri-
Você: Ér
Você: Eu falei pai.. Eu sonho em ser empresária, é isso. E gostaria de me espelhar em você.. Como uma inspiração -falo confusa-
Nick: Então você quer dicas é isso? -também confuso-
Você: Isso mesmo pai!
Nick: Pai? Foi? Desculpa mesmo -ri sem parar para disfarçar-

Demi vê que estava desesperada, então saiu da sua roda de meninos gatos e resolveu me ajudar.

Demi: -rindo para desfaçar- Licença, vou pegar minha irmã rapidinho -puxando-
Você: Já volto Mr. Nicholas.

Demi: O que você esta fazendo? 
Você: Demi, aquele é o papai.
Demi: Já pedi pra você se divertir, esquece is..
Você: É o papai. O nome dele é Nicholas Green e parece muito com ele, é ele
Demi: Não pode ser.. Acho que reconheceria.
Você: Demi, você nem olhou direito pra cara dele, então não fale nada.
Demi: Tá, isso é verdade, mas mesmo assim esquece esse assunto e se diverte um pouco, eu te peço.
Você: Tá -desanimada- Só vou me despedir dele.

Voltei a falar com o Nicholas.

Você: Bom senhor Nicholas, desculpa por lhe chamar de pai..
Nick: Que isso! Esqueça o Senhor Nicholas, pode me chamar de Nick
Você: Ah, obrigada -sorri-
Nick: Olhando bem pra você... Você me faz lembrar minha filha
Você: Como assim? -assustada-
Nick: É! Quando você me chamou de pai, pensei nisso.. Acho que se estivesse com ela hoje teria sua idade uns 17 ou 18 anos
Você: 18
Nick: E você tem um carisma de se impressionar.
Você: É mesmo? -tímida-
Nick: Sim, sim
Você: Ah...

Antes que pudesse falar algo, vários amigos, também empresários começaram a falar com ele, então ele só fez se despedir.

Nick: Bom... Qual mesmo o seu nome?
Você: SeuNome
Nick: Que coincidência, é o mesmo da minha filha -ri-
Você: haha, coincidência mesmo -desfaçando-
Nick: Mas então.. Se ainda quiser pegar umas dicas, aqui esta o meu cartão com o número e endereço da minha empresa, caso queira passar lá ou marcar algo...
Você: Muito obrigado, mesmo.

Nick já estava conversando com seus amigos então eu sair de perto dele e fui até Justin. Estava desanimada.

Justin: Tudo bem amor?
Você: Tudo
Justin: Quem é aquele cara que você estava conversando?
Você:Ah, um conhecido.
Justin: Hm... Quer alguma coisa pra beber?
Você: Água.
Justin: Vou pegar. Espera ai.
Você: Tá

Você OFF/ Justin ON

Fui até o garçom e peguei copo com água. Estava indo até SeuNome quando vi Demi, ela estava com três garotos ao seu redor. Fui até ela, SeuNome nem percebeu, ela estava olhando pro nada.

Justin: Demi?
Demi: Oi? -ela se virou pra mim-
Justin: Posso falar com você rapidinho?
Demi: Pode. Rapidinho -ela disse pros meninos acenando-
Justin: Você sabe o que está acontecendo com a SeuNome?
Demi: Hã?
Justin: Ela não ta normal. Ela estava conversando um homem ai e ficou toda sei lá.
Demi: Homem? -pensou- Ah, sim.
Justin: Você sabe quem é ele?
Demi: É aquele ali? -ela meio que olhou diretamente pra ele. Eu seguir seu olhar-
Justin: Sim, é ele.
Demi: A SeuNome diz que ele é o papai.
Justin: Como?
Demi: É, ela ta insistindo nisso.
Justin: Deve ser por isso que ela perguntou do Joe quem era "aquele cara".
Demi: Ela ta muito obcecada em encontrar o papai.
Justin: Sim, e isso está me deixando irritado. Ela não ta bem.

[...]

Você: Boa noite Demi.
Demi: Boa noite -ela deu um beijo na testa da SeuNome e logo em seguida um abraço- eu te amo.
Você: Eu também te amo -ela desfez o abraço-
Justin: Tchau Demi, boa noite.
Demi: Boa noite.

Eu e SeuNome fomos para o nosso quarto e Demi foi pro dela que era ao lado do nosso. SeuNome me abraçou e deu uma longa suspirada em meu ombro, ela ficou daquele jeito por uns minutos e eu não me movi apenas correspondia seu abraço. Ela me soltou e eu depositei um beijo no topo de sua cabeça, ela deixou sua bolsa em cima da cama e se deitou.

Você: Heey, amor, estava esperando uma coisinha, pode ir la na recepção por favor -biquinho-
Justin: -respira fundo- Ta bom

Enquanto ele foi lá na recepção era minha hora de fazer o tao esperado que ele queria. Quando ele entrou no quarto tirei o casoco e mostrei

Justin: O que está acontecendo?
Você: Você não queria isso? Agora vai ter!

O empurrei na cama e fui direto pra cima dele

Justin: Ui, ela esta selvagem hoje
Você: Você que pediu! Agora você tem -morde os lábios-



Justin OFF/ Você ON


Justin distribuía beijos por todo o meu pescoço, nuca, boca... suas mãos percorriam encontraram os meus seios por de baixo da lingerie então ele rapidamente os apertou sem tirar a boca do meu pescoço. Eu apenas alisava seu tanquinho dando leves gemidos me entregando totalmente aquele momento.


Eu precisava dele.

Sentir ele dentro de mim.

Tirei a calça dele, então ficamos de joelhos na cama enquanto eu tirava sua camisa. Continuamos de joelhos e em pouco tempo já pude sentir sua ereção, seu membro já estava dando sinal de vida. Ele então segurou minhas costas juntando nossos corpos em um beijo sincronizado. No calor daquele momento ele deslizou sua boca até os meus seios os abocanhando com uma sutileza que me deixou louca. 

Eu tentava gemer baixo mas ficava cada vez mais impossível. Minha intimidade já estava completamente molhada a essa altura. Justin desceu lentamente chupando e deslisando sua língua pela minha barriga até chegar na minha calcinha que ele puxou com a boca até o joelho terminando de arranca-la com as mãos e jogando-a em qualquer canto daquele quarto.

Levantei meus pés para puxar sua cueca box que aliás era lilás. Então ele voltou o mesmo percurso até chegar aos meus lábios aonde ele beijou lentamente deixando com que pudéssemos sentir e curtir cada movimento. Nossas línguas dançavam em uma sintonia inacreditável, era como se tivéssemos nascido para nos beijarmos. Minha mão direita puxava seus cabelos desesperadamente enquanto a outra arranhava suas costas de leve, ele alisava minha perna e atacava meu pescoço nesse momento.

Ele simplesmente não conseguia parar de sorrir, ele era uma cavalheiro, um príncipe, ele era o garoto mais incrível e perfeito que eu já conheci. Ele estava deitado em cima de mim, dando muitos beijos e amassos e para dar mais força entrelacei minhas pernas em sua cintura o alisando todo e ele penetrou em mim. Começou lentamente, isso fazia com que nós sentíssemos sem pressa todas as sensações que aquilo pudesse causar. E então eu o queria cada vez mais, e mais, e mais... ele aumentava a velocidade dos movimentos que agora estavam em uma velocidade inexplicável e eu gemia o seu nome. 

E quanto mais eu gemia mas rápido ele penetrava em mim. Não existe N-A-D-A no mundo melhor do que senti-lo dentro de mim.  Ele era delicado e selvagem, ele era fofo e rápido, ele me fazia sentir desejada, e nas nuvens. Ele é só um e não existe outro igual.

Então ele aumentava a velocidade cada vez mais. Eu gemia seu nome e arranhava suas costas com brutalidade. Ele gostava daquilo, ele sorria o tempo inteiro. E então em um momento ele penetrou tão profundamente que eu gemi alto, muito alto o que o fez soltar uma risada. Mas ele sempre dava beijos e mais beijos para abafar os gemidos

Jus: Shh ! - ele disse colando nossos lábios para abafar o som.

As coisas foram se acalmando então ficamos apenas deitados, ele me beijando e alisando minha coxa. Resolvi subir em cima dele, fazendo com que ele encarasse meus seios e os massageassem 

Percebi que já tinha chegado no meu limite, até por que ele aquele garoto era uma maquina de genes graciosos. Ele literalmente me levou a loucura. Apesar disso ele continuou penetrando em mim, aquilo era tão bom, ele simplesmente não conseguia parar. Uau, Justin é realmente o melhor. E ele teria continuado se não tivesse gozado todo aquele liquido quente dentro de mim. 

E então ele penetrou com força uma última vez. Fechei os olhos e mordi os lábios com brutalidade para não gritar e ele saiu de dentro de mim e trombamos cada um prum lado. 



                               --------------------------------------------------------------





Esse capítulo ta uma bosta, desculpa mas está ai, espero que gostem. 

Uou! Obrigada pelos 22 comentários, sério. Estou super feliz com isso \o/

Obrigado a todos vocês.

Seja bem vinda novas leitoras <3

Bom, quero da créditos a imagine belieber pela parte hot. Algumas partes foram feitas por mim, mas foram apenas detalhe e gifs.

Então, gostaram? 

Continua com mais de 12 comentários



16 comentários:

  1. Que HOT heeein !
    kkkk'
    Ficoou perfeitoo !
    Ameeei.
    Continua,Xoxo' *-*

    ResponderExcluir
  2. Ui hot hehehehe!
    esta perfeitooo fofa continua plz
    bye >.< kisses :*

    @JustinEuTeamoOk

    ResponderExcluir
  3. Nosssa que parte Hot foi essa? :O Ui !!! Ameeei continuaaa logoo amore :) To gostando muito de ler a sua #IB :] @SupraOfJustin

    ResponderExcluir
  4. OMBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB...que isso novinha que isso!! omb
    que isso hein?? que mesnina safada....mais mano eu TBM SOU!!heheheheh
    ficou demais! uii deu até calor!! hihihi ameiii! continueee logo por favor!!! amei sua player! aah LEITORA NOVAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!
    indica?http://malukaspelobieber-imaginebeliebers.blogspot.com.br/se quiser é claro!!! :) posso te esperar por lá? beijus!!
    CONTINUE,PFFFFFFFF! \o/

    ResponderExcluir
  5. Sou nova por aqui!! Estou amando!! Continua!! Bjao!!

    ResponderExcluir
  6. Conrinua ok mais rapido possivel!!! To amandooooo. Pfv continua sim

    ResponderExcluir
  7. adorei a parte hot hot kkk
    continuuuua

    ResponderExcluir
  8. Uii HOT kkk amei ta perfeito continuua diva bjs ^^

    ResponderExcluir
  9. Ammmmmmmmmmmei ><'
    Tá perfeeeito *-*
    Poste logo <333

    ResponderExcluir
  10. Ooi' tudo bem ? to adorando tua IB esta dms kkkk continue bezuu

    ResponderExcluir
  11. Oi florr Leitora nova aQ ^^ FICOU PERFEITO ^^

    sera que pode seguri e comentar meu blog???

    http://justin-sonhos.blogspot.com.br/

    bjao

    ResponderExcluir